sexta-feira, 8 de junho de 2007

Campeão de audiência

Estamos no meio de uma ponte de feriado e ia abordar um tema que me surgiu no livro O Mar, de John Banville, que comecei a ler faz uma semana. Livro denso e que avança meio devagar, mas me faz pensar. Resolvi tratar de um assunto mais leve, aproveitando o clima de feriado, calmaria e tempo para jogar conversa fora. Até porque acho que muita gente (exagero claro, já que não são tantos os leitores!) só vai ler o blog na 2a. feira, depois que voltar de viagem. Vamos ao assunto.



De tempos em tempos analiso as estatísticas de acesso ao blog para descobrir quem é o público leitor, o perfil do leitor e direcionar os temas conforme o interesse. As estatísticas não indicam o sexo de quem lê, mas nota-se uma esmagadora maioria feminina. Só as mulheres comentam. Talvez encontre 1 ou 2 comentários masculinos, mas quem dá palpite são as mulheres. Isto não me surpreende. Outro dia conversando com uma amiga comentei que os blogs de mulheres são mais divertidos, mais sinceros e mais pessoais. Vocês, mulheres, escrevem mais e falam mais também. Ressalvo que isto não é uma crítica, é uma constatação.



A maioria feminina revela uma forma diferente de pensar. No post Formas de Pensar (o campeão de audiência até agora em acessos e comentários), abordei esta questão. Acho que homens e mulheres se manifestam de forma diferente, falam de forma diferente, e estas diferenças são maravilhosas, são aqueles motivos que tornam os relacionamentos tão interessantes - ou caóticos.



Outro fato interessante a constatar: no post em que discutimos sobre A Trégua, a maioria das leitoras frisou a questão da TPM e do período menstrual, mencionado pelo escritor Mario Benedetti en passant no livro. As mulheres se prenderam neste ponto, e eu entendo a preocupação. Na visão masculina, este ponto quase passou de forma imperceptível para mim.



As crônicas também me dão uma dica muito preciosa de como as mulheres pensam ou como elas lêem o que escrevo. Por que abordo isto? Porque tento retratar personagens femininas de forma crível e convincente. O blog tem a função de ser um laboratório de escrita para mim e a receptividade - e críticas - dos leitores é fundamental para aprimorar os textos. Das últimas crônicas que escrevi, gosto muito de Tarde no Café e Uma Certa Madrugada. E tenho a impressão - ou seria intuição - de que a próxima vai agradar também.




Para quem gosta de crônicas, acrescentei o blog da Manuela Alves nos links. Textos muito bons que me fazem pensar e acabam por contribuir com a temática das minhas crônicas também.



Jogo apenas mais água no feiijão e requento o assunto já discutido, não para encher linguiça, mas para não ser pesado nesta 6a. feira de muito sol e céu azul em São Paulo. E este fim de semana tem que ser de alegria para uma amiga que aniversaria e dou minha contribuição com textos leves, já que humor não sei escrever. E eu? Eu estou fazendo uma pausa na rotina de trabalho no escritório.

4 comentários:

Edna Federico disse...

Renato, também concordo que os blogs de mulheres são mais divertidos e também que entram com mais profundidade nos assuntos. Mas, você tem um diferencial dos outros blogs masculinos que vejo, você se interessa pela alma feminina. Vejo em você uma vontade muito grande de aprender como nós "funcionamos" riso e isso é muito interessante. Não sei se é um interesse genuíno ou somente para ter uma base para suas crônicas, que são muito boas. Sendo por um motivo ou outro, acho que alguma coisa de bom você irá tirar, sorriso.

Simone disse...

é verdade! eu sei de homens que lêem mas não comentam. Acho que nós, mulheres, tem uma necessidade de falar/escrever/interagir bem maior. Por que? Não sei e também não acho importante.

Quanto a TPM, falando por mim, o dia que reclamo mais (coisa que não gosto muito) no blog, que tudo parece ter proporções maiores, é o dia que tô "atacada". Engraçado que, depois, leio e fico pensando "que exagero", rs. Ação da natureza!

Eu quase não leio blogs masculinos, pq não nocheço muitos, mas a diferença que noto é a praticidade e objetividade que os homens têm.

Fernanda disse...

Acho que as mulheres se sentem mais a vontade para abordar e discutir alguns temas, vcs homens são meio travados.
É aquela velha história das diferenças.
E sim, TPM é algo que nos incomoda mesmo. Não só o desconforto físico, mas tb de como o assunto é abordado por alguns homens.

claudiaforte@bol.com.br disse...

realmente são poucos blogs masculinos pra se visitar e ver algo interessante,algo q nos desperte a atenção.eu particularmente só conheço dois,contando com o seu agora,rsrsr...estou esperando a sua visitinha no meu bloguxo!!!há e não esquece de postar gostei muito do teu ponto de vista.tenha uma semana iluminada!!!