quinta-feira, 31 de maio de 2007

Formas de Pensar


A Fabiola, leitora deste blog, fez um interessante post ontem. Para quem não leu, o post é curto e introduz a discussão.


Deixou a questão no ar e vou comentar por aqui, apesar de já ter deixado um comentário por lá. Ela lançou a pergunta se há diferentes formas de pensar. Eu acho que sim.


Acho que homens e mulheres pensam de formas diferentes. Também sou da opinião que diferentes áreas do conhecimento utilizam processos de raciocínio diversos. É uma questão de método e não de inteligência. A lógica jurídica é extremamente formal, enquanto que a lógica na área de exatas é mais linear. Fica fácil perceber esta diferença numa conversa entre um engenheiro e um advogado. Quantas vezes ouço perguntas de clientes que são obviamente ridículas, mas para quem pergunta não é, pois o sentido e a forma de pensar é diferente.


Vou dar um exemplo. Outro dia um cliente perguntou se depois de ter processado uma empresa que lhe devia, se poderia continuar a fazer negócios com a empresa processada. A resposta pode parecer óbvia para um advogado, mas para um engenheiro a questão não era tão simples. Já me acostumei com isto e mudo o discurso, ou a forma de explicar as coisas, conforme o interlocutor.


Isto nos leva ao ponto da comunicação, que gera tantos problemas entre homens e mulheres. Sei que a maioria dos leitores deste blog é composto por mulheres - pelo menos só vocês comentam - , e por isto vou tentar colocar um pouco de luz na discussão do ponto de vista masculino.


O homem é mais linear na forma de falar, o que talvez seja reflexo da forma de pensar, não sei. As mulheres conseguem pular de assunto para assunto sem concluir e depois de dar algumas voltas, chega ao ponto que quer chegar, como se fosse um espiral. Várias vezes tenho que insistir e pedir que minha interlocutora conclua: "afinal, o que aconteceu?" ou "aonde você quer chegar?".


Não me refiro apenas às palavras usadas, o que também gera certas confusões, mas à forma como se dialoga. Quem sabe deveríamos nos preocupar mais com o interlocutor e nos questionar se estamos sendo compreendidos, porque muitas vezes não estamos conseguindo passar adiante a mensagem que queremos. Estas falhas de comunicação geram desentendimentos e isto gera confusão e briga.


Quanto às roupas e cores, não me aventuro. Já sei que vocês nunca têm roupa para sair, nunca têm bolsas e sapatos suficientes e que há mais cores no universo além das cores do arco-íris. Isto permite que tenhamos mais opções de presentes para vocês!


(A imagem que ilustra este post é uma foto da escultura O Pensador, de Rodin)

13 comentários:

Simone disse...

hahahahaha "nunca têm roupa pra sair" foi ótima. Esta você já compreendeu, já é um progresso. Se não entendeu, pelo menos, aceitou...rs

Eu concordo com você, até falando por mim mesma. Como eu sou esquecida demais, às vezes, penso em falar as coisas e esqueço. Por isso, eu vivo interrompendo as pessoas para falar um assunto "nada a ver" com o do momento para não correr o risco de esquecer.

Eu não vejo essa diferença só entre homens, mulheres, profissões. Têm outros tipos. Exemplo: um ex-chefe meu comprava UMA garrafa de vinho de 11 mil e reclamava de pagar 2 mil para o enfermeiro do pai dele idoso.

E tb vejo diferença entre faixas etárias. Como meu namorado é muito mais novo que eu, quando ele pergunta alguma coisa que é óbvia pra mim, eu procuro lembrar que pra ele não é. E acontece o inverso tb. Mas ainda bem que ele tb tem paciência comigo. Escrevi demais? desculpe

ana b. disse...

hummm...
acho q o cérebro feminino é multi-tarefa, e o masculino mono-tarefa. nenhum é melhor ou pior q o outro, apenas diferente!
acho q a mulher, por natureza física ou social, não importa, acaba fazendo muitas coisas ao mm tempo com mais facilidade.
assim, é natural q a gente tenha muitas blusas e perceba as diferenças sutis entre elas, ainda q seja apenas um detalhe na manga ou na gola, o q faz toooda a diferença!!!! pq o cérebro feminino está acostumado a trabalhar com tantas variáveis!!!
a mulher, em geral, dialoga por caminhos tortuosos mesmo, não no sentido de ser difícil sua comunicação, mas por permitir q muitos outros assuntos perspassem pelo assunto "principal"...
mas... me diga uma coisa:
depois de ter processado uma empresa que me devia, posso continuar a fazer negócios com a empresa processada???
eu juro q não sei essa resposta!

Simone disse...

eu acho que deve poder. Só duvido que o "processado" queira, rs
vamos aguardar a resposta

Renato Bueloni Ferreira disse...

Pode sim. Nada impede que vc continue a fazer negócio com alguém que vc processou e ganhou (ou perdeu).

Edna Federico disse...

Mas é mesmo verdade, nunca temos roupa para sair, hehehehehehehe.
Você tem razão, acho que porque processamos muita informação ao mesmo tempo, essa é uma de nossas qualidades, acabamos nos perdendo um pouco na hora de expressar.
É fato: homens e mulheres pensam e tem formas de agir diferentes!
Quanto a roupas e cores, tenho certeza: homens são todos daltônicos e sem capacidade para discernir modelos! hahahahahaha
Concordo com a Simone também sobre as diferenças serem mais abrangentes.

Coca disse...

As mulheres pensam e falam em multithread com paralelismo de processamento. ;)

Hai que tener processador prá entender. Mas aceito também que, às vezes, muito raramente, a máquina dá um tilt!

Sobre as roupas, não é do gênero de maneira geral, mas admito que é da imensa maioria... Eu nunca digo que não tenho roupa ;) e jamais deixarei de sair por achar que não estou de acordo - lixem-se os outros!

As roupas estão todas lá, basta abrir qualquer guarda roupa! ;)

Fabiola disse...

Renato.... muito bom está este debate por aqui hein?

Fabiola disse...

é muito legal esta intercomunicação!!

Fernanda disse...

Bom, eu tb tenho lá certa dificuldade pra achar roupa, riso...e não é para agradar aos outros, não e sim a mim mesma.
Homens e mulheres são diferentes em quase tudo e em questão de roupas e cores, principalmente.
O homem não tem um guarda-roupa muito variado no quesito cores, já a mulher, vai de A a Z!
Meu marido e um amigo meu não se conformam qdo falo uma cor que nunca ouviram, como: fúcsia, ou lavanda, ou berinjela...riso...fazer o quê, elas existem.
Homens não se apegam a detalhes...muitos deles não reparam qdo a mulher corta o cabelo, ou que fez uma maquiagem diferente...mulher é muito mais detalhista.
E, assim como a Simone e a Edna, tb acho que as diferenças vão muito além...em vários níveis.

Simone disse...

agora lembrei. Meu filho não tem nem 4 anos ainda, mas vejam como observa. Eu costumo varirar a cor do esmalte. Às vezes pinto escuro (vinho ou coisa semelhante) e branquinho. Um dia pintei de branquinho e quando chegeuei em casa ele perguntou se fiz a unha, Eu falei que sim e ele falou:
- Eu não gosto desse, oh mãe.
Perguntei qual ele gostava e ele falou: do "vemelho".
Um dia prendi o cabelo pra tomar banho e ele perguntou o que fiz no cabelo. Eu falei "prendi". Ele perguntou:
- Depois você vai arrumar?
Coitada da mulher dele, um dia

Pedro Yule disse...

Bem, de fato existem muito mais cores no universo que as cores do arco-íris!!! =D

Liberdade - Assuntos Diversos disse...

Achei um tanto de "desperdício"(atenção, está entre aspas)comentarem mais sobre a falta de roupa, num post tão interessante, mas um tanto "linear" rsrs,bem ao tipo masculino como foi dito..Hoje msm estava falando sobre as diferenças entre os seres humanos, e to aki na frente do pc a estudar sobre isso, o q acabou por me trazer a esse blog.Tenho mtas dúvidas sobre as diferenças dos seres humanos, pensar, agir...todos dizem sermos diferentes uns dos outros,mas nunca pararam pra pensar no qto somos IGUAIS?desde a nossa fisiologia, todos nós já sentimos as msm coisas(alegria,tristeza..)em momentos diferentes ou não, e msm assim dizemos q somos diferentes e somos.O q fascina.Onde está a fonte q tras 'a tonna todas essas diferenças(carater, escolhas..),eu não sei, e nunca saberei pq nem kero saber, mas ficar 'a procura disto é mto prazeroso..!!

Guilherme Crepaldi Ferreira da Silva disse...

Bom... achei bem vago o post, quanto ao título.
Existem sim muitas e inúmeras formas de pensar, assim como um padrão na linha de raciocínio. Como a estatística.
Toda sua interação é condicionada por vários fatores, entre eles momentâneos e acumulativos, assim como fatores bioqúímicos como os genes, falta de alimentação, o que gera uma necessidade e uma atenção pra um assunto diverso, como por exemplo, uma vida, um hábito e um costume...

são combinações que fazem um mundo tão complexo, acho o tema interessante, e se quiser pra ser posto em discusssão