quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

O email definitivo

Poderíamos dizer que há algo de definitivo na internet? Parece que não. Quando tudo parece calmo, algum novo programa surge e inova a forma de ver a internet. A velocidade com que as mudanças ocorrem impressionam, sempre cada vez mais rápidas.

Começamos com o acesso discado, depois veio a banda larga. Antes era necessário um provedor para se acessar a rede mundial. Agora isto já não é mais necessário, e exatamente por isso, que a idéia de ter um email desvinculado do provedor se torna tão atrativa. Os primeiros serviços de email gratuitos tinham a restrição de espaço e confiabilidade. Os novos serviços são bem melhores e merecem atenção.

Três são os mais confiáveis: Gmail, Yahoo e Hotmail. A revista Info fez uma comparação dos três e deu a maior nota ao Gmail. Concordo e também acho o melhor. Uso o Gmail e vejo que ele é bem inovador. Funciona como um ótimo backup. Incorpora idéias simples, mas que facilitam a pesquisa e a localização das mensagens. E como o espaço é grande, dá para guardar fotos e músicas. Ele nunca lota e você não precisa apagar as mensagens!

O Gmail tem uma série de vantagens: caixa postal com 2 GB de espaço, possibilidade de fazer o download dos emails para o seu computador, visual bom e interação fácil, acesso rápido, interação com o Google Talk (serviço de mensagem instantânea) e o agrupamento das mensagens (talvez uma das melhores coisas do Gmail).

Outra opção para quem vai abrir mão do provedor – e você vai abrir mão do provedor mais cedo ou mais tarde – é criar o seu próprio domínio. Hospede-o em um dos serviços de hospedagem e pronto. Saí mais barato do que pagar um provedor e o endereço de email é seu para sempre.

Fica a dica e vale a pena testar.

Um comentário:

Fernanda disse...

Ótima dica, vou conferir.
Tb fico impressionada com a velocidade que as coisas acontecem e mudam no mundo da informática. Qdo estamos nos acostumando com algo, aprendendo, já lançam outro.
Se analisarmos uns 10 anos passados, veremos qta coisa mudou.