quarta-feira, 30 de maio de 2007

Rallye Urbano

Caminhar por São Paulo é uma aventura. Não me refiro à violência ou à questão da segurança pública, refiro-me às calçadas.

Não consigo entender por que as calçadas da cidade são tão mal cuidadas. Talvez não devesse nem usar a palavra calçada, pois há tantos buracos, que o calçamento já desapareceu. Com exceção da R. Amauri e da Oscar Freire, ilhas do luxo dentro da capital, as demais são uma lástima.

A Oscar Freire refez todo o calçamento no ano passado. Ficou ótimo. Há bancos novos e floreiras bem cuidadas e um calçada transitável. Alívio para as mulheres, de quem tenho pena ao vê-las se equilibrando com saltos no mosaico português da Av. Paulista.

Nem a Paulista escapa deste problema. Faz alguns anos, tivemos um caso no escritório de uma moça que caiu num buraco - isto mesmo, num buraco que estava sem tampa - na Av. Paulista e teve que entrar na justiça para ser indenizada pelos danos sofridos.

Quem sabe agora que o programa Cidade Limpa emplacou, não entremos no programa Calçada para Todos.

4 comentários:

Edna Federico disse...

Bom dia!
É pra ficar com pena de nós mesmo, pois andar de salto alto em SP, não é fácil!
Eu mesma já torci o pé algumas vezes.

Simone disse...

Além de que estrga muito salto. Bem, dos males do menor. Semana passada a Rádio Band News fez uma série de reportagens abordando este tema. Um fato que me chamou à atenção na reportagem, também, foi o tanto de bares e restaurantes que invadem as calçadas com suas mesas dificultando ainda mais a vida de quem transita à pé.

Fabiola disse...

A Prefeitura alega que a responsabilidade não é dela

Fernanda disse...

Ah, calçada esburacada é um martírio!
Eu, que por força da profissão e tb porque gosto, uso semrpe e o dia inteiro salto alto, qdo preciso andar por ruas e calçadas, sofro...tem que fazer equilibrismo.
Quem sabe alguém um dia resolve o problema.