sexta-feira, 25 de maio de 2007

O Mundo dos Blogs



O mundo de hoje permite uma comunicação instantânea, em tempo real. Motivo de stress para alguns e alegria para outros. A internet e os blogs mudaram a forma das pessoas se comunicarem. Notei algo que achei interessante desde que comecei este blog. Há uma pequena comunidade de leitores que navegam em blogs semelhantes, comentam e conversam sem nunca terem se visto.


Os blogs, incluo o meu, viraram um ponto de encontro virtual de pessoas com interesses comuns. Isto não quer dizer que todos tenham a mesma opinião ou que concordem com tudo que os outros escrevem. Mas discutem, debatem, comentam, discordam. É uma forma nova de se fazer companhia, de conversar. Não estamos reunidos numa mesa de bar ou numa sala de estar. Estamos reunidos em torno de um site que permite contatos diários. Um jeito de interagir de maneira construtiva. Há uma força imponderável na forma como nos comunicamos e divulgamos nossas idéias, nossas vidas, nossos pensamentos.


A blogosfera permite interagir sem sair de casa. Não se trata de ser anti-social ou um nerd escondido por detrás da tela do computador. Porém, é um jeito de perceber que somos todos iguais, com aflições, alegrias, ansiedades, angústias semelhantes.


Leio vários blogs, principalmente blogs escritos por mulheres. As mulheres escrevem mais e se abrem mais nos blogs, o que permite conhecer um pouco destas aflições que nos atingem. Digo nós na categoria de pessoas com mais de 30 anos. Fiquei impressionado como há semelhanças no que é dito. Não digo cópias ou plágios, digo na questão sentimento e forma de ver a vida. As incertezas acerca do futuro. Nossa geração chegou aos 30 e agora revê conceitos, enfrenta novos desafios e problemas, tanto no âmbito social como no âmbito psicológico.


O bom do blog é que ele permite conhecer as pessoas pelas palavras. E as palavras não escondem o que sentimos e pensamos.


(Escrevi este post ouvindo Open Your Eyes, Snow Patrol. Nada mal para uma tarde de 6a. feira.)

7 comentários:

Simone disse...

ah sim. E acabamos seguindo links de conhecidos porque se um conhecido lê é provavel que seja bom em alguma coisa, daí acabamos virando leitores também. De qualquer forma, eu já limitei aos links que tenho senão não dou conta.
Uma coisa é certa, os blogs e comentários não ajudam a abrir a mente e rever conceitos. Realmente, dá uma sensação boa de rodinha de amigos.

Simone disse...

oooops, não é "não ajudam" é "NOS ajudam"

Manu disse...

Oi Renato!
Vim parar aqui seguindo o seu rastro, que visitou o meu blog (e comentou) mais de uma vez.

E acabei fazendo parte desta sua estatística aí descrita. Concordo plenamente com tudo o que foi dito. Eu mesmo tenho os meus blogs de visita certa durante o dia. Costumo espiar como se fossem o meu horóscopo :)
Tenho até amigos que me encontraram na net por acaso e hoje são meus amigões do peito.
Enfim, ainda bem que a vida é assim :)

Beijo!

Lila Rose disse...

Oi, Renato! Passei para agradecer a visita! E já estou me sentindo melhor... quanto ao post, eu também adoro a "blogosfera", já tive vários blogs que nascem e morrem de acordo com meu estado de espírito. Mas, de fato, é um ótimo lugar para conhecer pessoas. Já encontrei pessoalmente pessoas que conheci aqui e que se tornaram grandes amigos. Não cheguei aos 30 ainda, mas você é muito bem-vindo lá no meu cantinho. Bisous!

Edna Federico disse...

Concordo, encontramos várias pessoas com uma mesma linha de pensamento e sempre acabamos aprendendo algo.

Fabiola disse...

é melhor que uma roda de amigos!!!

Aqui não tem horários!!!! Veja eu que horas são? 23:15 de uma sexta....

E que noite fria

Fernanda disse...

Estou vendo que é um público fiel mesmo. Não tenho blog, mas acompanho alguns, de amigos, acho legal, mas não tenho paciência, riso