domingo, 13 de maio de 2007

Dia das Mães

Não poderia deixar de passar em branco este dia, ainda que com um post singelo diante da grandeza de coração, da paciência, da alegria de todas as mães do mundo.

Ser mãe é um constante exercício de sacifício gozoso, cheio de amor, de entrega. Mães jovens ou não tão jovens passam noites em claro, cuidam dos filhos quando são acometidos de alguma doença, dormem ao seu lado quando os filhos pequenos têm medo, ainda que a cama seja de um estrado duro e o colchão fininho e ela saiba que vai ficar com dor nas costas.

Mãe sabe sorrir a todo momento e torce pelo filho num jogo de futebol, ainda que o filho seja o pior jogador do time. Mão sempre tem uma palavra de conforto e alento, ainda que o mundo pareça desabar para o filho e que o chão lhe falte. Mãe sabe mostrar as qualidades e minorar os vícios dos filhos, aumentando-lhes a auto-estima e permitindo que coloquem em perspectiva aquela situação chata na escola em que o amigo pega no pé ou quando a criança vira alvo de gozações.

Mãe é aquela pessoa que o filho tem dificuldade em descobrir o gosto, pois o gosto dela é sempre o gosto dos filhos. Mãe é aquela pessoa que Deus colocou no nosso caminho, com amor incondicional, para amparar-nos durante todos os dias, nos momentos de alegria e nos momentos de tristeza, angústia, depressão. Colo de mãe não tem hora, nem idade: sempre nos revigora, sempre é repleto de carinho, sempre nos empurra para cima.

Sei que escrevo imaginando, pois como pai, nunca vou saber o que é ser mãe. Só posso imaginar. Mas sei que quando fui pai, entendi em sua plenitude o que é ser pai. E continuo aprendendo a cada dia. Entendendo que o sacríficio de um projeto pessoal se justifica examente por ser pai. Tudo isto se releva, todo pesar se minimiza e se justifica pelos filhos.

Acho que agora entendo um pouquinho o que é ser mãe e admiro todas as mulheres que são mães, em especial a minha.

Parabéns Mãe pelo seu dia! E hoje coincidiu com seu aniversário de 60 anos! Sei que sem a mãe que tenho, não seria a pessoa que sou hoje.

Um comentário:

Fernanda disse...

Que bonita msg.
Parabéns duas vezes para sua mãe!