quarta-feira, 25 de abril de 2007

Lua a me acompanhar.


Invariavelmente saio do escritório tarde, quando a noite já caiu, pelo menos quando não há horário de verão. Enquanto caminho até o estacionamento para pegar o carro, geralmente percebo a lua no céu escuro. Ela se torna minha companheira no trajeto até a minha casa. Fica no horizonte a me olhar, silenciosa, ouvindo meus pensamentos ou palavras que murmuro em voz alta no carro.


Sinto falta da lua no céu quando estamos na fase da lua nova. Esta semana ela voltou e me acompanhou. Sempre gostei de ficar olhando a lua, principalmente no interior, nas noites claras e estreladas, sem as luzes da cidade grande para ofuscar seu brilho. Quando era criança, costumávamos sair para caminhar a noite e ver a sombra projetada pela lua cheia. Boas recordações.


Certa vez, num destes finais de dia, no final do ano passado, a lua estava lá, cheia a iluminar o céu do começo da noite. Um rosto parecia se desenhar naquele círculo lunar. O sorriso, o olhar...mas faltava algo. Faltavam as estrelas. Somente percebi isto no dia seguinte e aquele rosto que se desenhava se completou com estrelas ao seu redor, que brilhavam como brincos a enfeitar o belo rosto na abóbada celeste. Um simples dia que me marcou. Olho para a lua e lembro do rosto com os brincos, a sorrir e a brilhar. Um rosto que me acompanha no final da jornada.

4 comentários:

Fernanda disse...

Que bonito esse post!
A Lua tb sempre me fascinou, desde pequena. Ficava incorformada como ela sempre estava onde eu estava, riso e isso era um tormento para meus pais, pois queria explicação.
Depois de crescida, ao ser apresentada ao mundo do amor não fraternal e paixão, sorriso, a Lua tornou-se uma companheira constante...confidente, testemunha dos meus suspiros, saudades, beijos, abraços.
Sempre que quero enviar um beijo a alguém que não está perto de mim, uso a Lua como mensageira e tenho certeza que a pessoa sempre recebe.
Sou egoísta, acho que a Lua é minha, sorrriso...mas, tudo bem, não me incomodo de dividí-la com pessoas sensíveis, assim como vc.

eu também queria saber disse...

a lua é muito póetica e fascinante mesmo. Sabe, um dia fui a Sorocaba e a primeira coisa que me chamou a atenção foi o céu estrelado. Nunca vi um céu tão estrelado e lindo. Apesar de que conheço poucos lugares mas este, especificamente, foi inesquecível.

eu também queria saber disse...

ops, meu acento saiu no lugar errado. Era "poética". desculpe voltar pra corrigir mas eu detesto escrever errado.

Fabiola disse...

A Lua é fascinante...ontem eu tb a vi nos encontramos duas vezes; no pátio do cursinho (que é enorme) e saindo dele Quando vou para minha cidade eu tenho a impressão que o céu esta mais perto.
Lembro de noites estreladas na Bahia...louco né?
A Lua e as estrelas já se desenharam várias vezes para mim!!!