quarta-feira, 11 de julho de 2007

Criança boquiaberta

O Programa Espaço Aberto - Literatura, de 4 de julho de 2007, trouxe uma entrevista da Profa. Cleonice Berardinelli.


D. Cleo, como é carinhosamente chamada pelos seus alunos, é professora de literatura portuguesa da PUC do Rio de Janeiro e da UFRJ. Leciona na pós-graduação das duas faculdades, dá palestras e cursos sobres literatura portuguesa. Orienta alunos no mestrado e no doutorado.

Na entrevista, Edney Silvestre atribui a D. Cleo a divulgação da obra de Fernando Pessoa no Brasil. Para qualquer pessoa, este breve currículo é invejável. E D. Cleo está prestes a completar 91 anos.

Tenho a felicidade de poder ouvi-la de tempos em tempos. Digo ouvir, apesar de serem conversas, pois pareço uma criança boquiaberta diante de uma vitrine cheia de guloseimas. Cada encontro com D. Cleo é inebriante. Para quem gosta de literatura, recomendo que assistam ao programa no site da Globo.com. A duração é de pouco mais de 20 minutos.

Desfrutem de uma mente privilegiadíssima. A declamação de um poema de Fernando Pessoa já vale o programa.

2 comentários:

Fernanda disse...

Realmente a entrevista é muito boa e a D. Cleo, como vcs carinhosamente a chamam, é fantástica!!!!
Da próxima vez pergunte a ela como faz para chegar aos 91 anos com uma pele daquelas, riso...e tb tão lúcida
Qto ao conteúdo, fantástico...Fernando Pessoa não há o que falar, adoro!
Manuel Bandeira não é meu preferido, apesar de ter estudado muito no colégio aquele famoso: "Vou-me embora pra Pasárgada, lá sou amigo do Rei..."
Eça de Queiroz...hummm...se não me engano escreveu o Primo Basílio, né? Muito bom tb.
Machado de Assis...estupendo, leitura obrigatória!
Flaubert...acho que ela se confundiu mesmo...respondeu pensando nos maiores escritores e não nos que faziam parte de nossa história. Mas, não há o que se questionar do talento de Flaubert...Madame Bovary marcou época, foi um escândalo total.
Ela falou tb sobre Camões, não foi...quem sou eu pra falar que não???? riso
Sem dúvida é uma mulher que gostaria de conhecer.

Coca disse...

D. Cleo não indicou também a Florbela Espanca ? Maravilha pura...

E fica uma especial recomendação para Sophia de Mello Breyner Andresen:

"Biografia

Tive amigos que morriam, amigos que partiam

Outros quebravam o seu rosto contra o tempo.

Odiei o que era fácil

Procurei-te na luz, no mar, no vento.

"No Tempo Dividido e Mar Novo",
Sophia de Mello Breyner Andresen.
1985: 82