terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Retrospectiva de Crônicas 2007


O ano chega ao seu final e resolvi fazer uma retrospectiva de algumas das seções deste blog. Comecemos com as melhores crônicas de 2007. Nesta primeira parte, as 10 crônicas mais lidas.








4. Foto














Algumas breves curiosidades sobre estes textos.

A crônica mais lida não me surpreendeu. Foi a mais comentada do blog e talvez a crônica escrita de forma mais intensa e emotiva. É um texto, que quando releio, toca no sentimento, e acho que isto é parte da sua popularidade.

O texto Borboleta Azul foi escrito inspirado numa tatuagem de borboleta azul. Ganhou forma e corpo de forma inversa. O final da estória veio antes do começo. Era preciso encontrar uma justificativa para a tatuagem de modo a poder contar a estória para minha filha. A ficção imitou a realidade, por mera coincidência. Fiquei surpreso - e muito contente - quando uma leitora do blog pediu minha autorização para utilizar o texto num trabalho com crianças. Autorizei e fiquei feliz em poder ajudar.

Poderia divagar sobre cada um dos textos escritos, mas vou parar por aqui. Escrever foi um dos pontos altos deste meu ano. O processo criativo, a inspiração - quase sempre vindo da mesma musa -, a resposta e a interação com o leitor tornaram este processo algo sublime.

Um comentário:

Margarete disse...

OI Renato, vim aqui desejar-lhe Feliz Natal....
Só pude ler o seu texto Borboleta, muito lindo, sabe eu tenho uma tatoo de beija-flor, levando-se em consideração a forma lúdica que ovcê usou, eu diria que meu beija-flor significa que se olharmos bem a fundo as pessoas, sempre encontramos um pouco de doçura em cada uma delas.
Beijinho