quinta-feira, 20 de março de 2008

Livros na bagagem




Um feriado de três dias e o começo do outono. Combinação perfeita para comprar livros e levá-los na bagagem para uma viagem ou para ficar em casa lendo e viajando de uma confortável poltrona. No final de semana passada, chuvoso e frio em São Paulo, aproveitei para comprar alguns livros que pretendo devorar até domingo. Um deles já está quase no final.



Comecei com A cada um o seu, de Leonardo Sciascia. Romance lançado pela Alfaguara (2007) de um excelente escritor italiano falecido em 1989. Sciascia (pronuncia-se Xaxa) é um escritor engajado, destaque da literatura italiana do século XX. Suas obras são marcadas por uma crítica à corrupção política e ao poder arbitrário. Talvez uma boa dica para algumas pessoas em Brasília, mas acho que alguns deles não se interessam por livros.


A sinopse é da Livraria Cultura:



"Numa pacata cidadezinha na Sicília, o farmacêutico Manno recebe uma carta anônima que anuncia que ele vai morrer pelo que fez. Homem bem casado, discreto e pacato, não pode acreditar que a ameaça seja verdadeira. Mas está enganado. No dia seguinte, sai para caçar com um amigo e ambos são brutalmente assassinados. O crime choca o vilarejo e confunde a polícia. Será que o farmacêutico era mesmo tão correto quanto se acreditava? Entre os moradores atraídos pela história está o professor Laurana, solteirão tímido e recluso que, a partir de uma pista inicial, se envolve acidentalmente com uma intriga que se mostrará muito maior do que ele poderia suspeitar. Neste livro, o que parece ser apenas um irônico relato policial se transforma em algo muito mais profundo - uma história que questiona até onde podem chegar a violência e a falsidade humanas."



Mais 2 na bagagem: Cartas a D. - História de um Amor, de André Gorz (Cosac Naif, 2008) e Órfãos do Eldorado, de Milton Hatoum (Cia. das Letras, 2008).

O primeiro é o último livro do filósofo francês discípulo de Sartre. Foi escrito para a mulher, pouco antes do casal cometer suicídio em 22 de setembro de 2007.


O segundo é o mais recente livro do aclamado Milton Hatoum, e tido por muitos como o maior expoente da literatura brasileira atual. O livro já figura na lista dos mais vendidos na semana de lançamento. Hatoum continua a explorar o universo do Norte do país e suponho que seu regionalismo o levará a integrar a Academia Brasileira de Letras em alguns anos. Ouvi excelentes comentários sobre suas obras anteriores, então é hora de beber água da fonte.

Comentários e impressões das obras virão depois. Fiquem ligados e bom feriado a todos!


3 comentários:

Tamara disse...

Ola...
Querido bela indicaçoes viu!!!
Eh verdade...Sao Paulo tem esse privilegio do friozinho e da garoa que eu particularmente adoro. Completa a cena!! rs rs rs
Acho que somos privilegiados por morar em Sao paulo ( em alguns aspectos....eh claro! rs).
Tomei nota das suas indicaçoes. Assim que chegar em Sao paulo...me infiltrarei dentro de uma livraria...coisa que eu adooooro!!!
Boa Pascoa!!!
Bjo!

disse...

Ótimas dicas de leitura!!!
Carta a D eu li semana passada. Bonita expressão do amor de um homem pela mulher que o acompanhou pela vida.
Li tb "A fera na selva" de Henry James. Muito bom!!! Uma edição primorosa da Cosac Naify conta os encontros e desencontros de um casal no início do século XX em Londres. Fala de uma "espera" que nunca chega... Uma leitura muito boa!
Beijos e boa semana

Queijo disse...

nossa, vc lê tanto. eu queria conseguir tempo pra isso também.