quarta-feira, 26 de março de 2008

Comentando os comentários


Sempre fico meio em dúvida na melhor maneira de responder aos comentários. Alguns respondo nos respectivos blogs. Já respondi direto na seção de comentários, mas acho que fica meio confuso. Então vou fazer um post para responder e assim todo mundo pode dar palpites.
A foto é para dar um pouco de cor e vida ao blog. Pode parecer desconexa, pode parecer fora de lugar, mas cada chocolate da caixa traz uma nova experiência, um novo sabor, um novo sorriso, assim como cada texto que escrevo. Ainda vou escrever sobre isto, mas vamos voltar ao assunto.


1. Queijo - ou seria um pseudônimo em fase de mudanças sopradas pelos ventos? -, eu leio muito mesmo. Além da leitura no trabalho, a literatura é um vício saudável. Confesso que pensava como você: não consigo ler porque não tenho tempo. Eu lia pouco, ou melhor, só lia livros jurídicos. Com a mudança repentina de rumo na vida acadêmica, resolvi arejar a cabeça e mergulhar na ficção. Ler, em primeiro lugar, ajuda a escrever melhor. E depois, mostra que há algo inerente e universal no ser humano. Somos todos iguais, com preocupações semelhantes, com sentimentos parecidos, com angústias e alegrias. Identificar isto num livro, perceber num personagem características que são tão pessoais e próprias, acho que permite encarar a vida de uma forma diferente. Há toda uma inspiração que vem junto com um personagem, com um bom livro.


O tempo? Troquei a televisão pelos livros. Hoje assisto pouca TV e leio muito. É um refúgio, um momento pessoal de reflexão e intensa satisfação. Acho que se não lesse tanto, não conseguiria escrever tanto e trazer uma visão pessoal - nas crônicas e textos- daquilo que somos e daquilo que enfrentamos diariamente. Uso muito trechos de livros para comentar e discutir aqui no blog. Enfim, acho que dos livros vem a parte fundamental do conteúdo deste blog.


2. Tamara, Fabiola, Edna, Humana e Bia - A idéia era esta mesma. Recomeçar. Páscoa não é só chocolate e coelhinho. Para mim, é um momento de reflexão. Pessoalmente, ano passado foi um momento de algumas guinadas na vida, de mudanças relevantes e tomar novos rumos. Uma sequência de fatos - fora do meu controle - obrigaram-me a tomar o leme de um barco que seguia o fluxo normal da vida e redirecionar a rota. Passados 6 meses, vejo como boas as mudanças e como é importante seguir um dia por vez, passo a passo. Abrir mão de certas coisas do passado não é fácil, é doloroso por vezes, mas importante para seguir no caminho mais leves e renovados.


Ah, Humana, concordo com você. Palavras devem ser usadas para despertar um sorriso, para aquecer um coração, para alegrar um amigo ou amiga, para puxar para cima, para espalhar coisas boas.


3. Para terminar, aproveitem e visitem os blogs das comentaristas. Excelentes e com textos que provocam discussão e reflexão.

TRILHA SONORA: SHERYL CROW - GOOD IS GOOD.

5 comentários:

Humana disse...

Olá Renato,
achei a tua ideia excelente e tb de enorme consideração pelas pessoas que te lêem.Obrigada pela parte que me toca.
Quanto ao que te disse, tinha a certeza que concordarias e aproveito para dizer que gosto imenso da forma como lidas com as palavras.
Acho tb que muitas vezes um comentário feito trás novas questões à baila e daria motivo a novas discussões.
Beijinhos

BABI SOLER disse...

Eu também sempre fico em dúvida sobre como responder os comentários e essa é uma boa idéia.
Cheguei aqui pelo Pensamento Nosso.
Muito legal seu blog.

Edna Federico disse...

Obrigada pela consideração.
Beijo

Tamara disse...

Ola ...Nossa, que lindo!!!
Querido...pode ter certeza que seus doces ajudaram a adoçar o amargo de algumas situaçoes pelas quais to vivendo.O tal passado resolveu bater na porta. Eu nao seilidar com ele. infelismente....
E as tuas flores...ah essas flores. Prometo guarda-las perto de mim. Pra que elas possam me devolver a beleza em alguns momentos desagradaveis....
Inteligentissima tua forma de responder aos comentarious...viu!
Lindo mesmo....
Bjo Grande!

Queijo disse...

que legal!!! obrigada! então, queijo é um personagem muito irritante, como eu, às vezes...hehehe. Só que ele é o chato mais legal que existe. Sei que é contraditório, mas é assim mesmo.

então, vc falou uma verdade. confesso que falta de tempo é auto-enganação minha. eu finjo que me engano e finjo que acredito. o tempo nós quem fazemos, né?!
abraço!