domingo, 1 de fevereiro de 2009

E a CPMF não fez falta!

Da coluna do Celso Ming, no Estadão do dia 28 de janeiro de 2009:

A arrecadação total do governo federal em 2008 atingiu R$ 660 bilhões e foi 12,8% mais alta do que a do ano anterior. Considerando a inflação, o crescimento foi de 6,8%.

Como se vê, a CPMF, extinta em janeiro, não fez falta para as receitas do Tesouro. Nem a Receita Federal precisou da CPMF para farejar sonegação
.”

Há certas coisas que não podemos esquecer e deixar que o tempo apague da memória. A extinção da CPMF reduz custos, que no momento de crise atual, deixa preciosos valores nas contas dos contribuintes. Este dinheiro contribui com a atividade econômica e não é represado pelo Governo. Ou seja, o dinheiro fica com quem pode gastar, como sugeriu tantas vezes o nosso presidente.

Vale lembrar também, que a falta da CPMF não trouxe o caos tributário, a falência do Estado, nem impediu a Receita de perseguir sonegadores. No somatório geral, o discurso do Governo era claramente mentiroso!

Um comentário:

Margarete disse...

Claramente mentiroso.... só para variar, infelizmente.