quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Faça sua parte: vote consciente!


Volto ao tema às vésperas da eleição, pois não é possível ficar indiferente ao tema. Aproveito para dar sequência e responder aos comentários feitos no post Dito e Feito!

Horário eleitoral, debates, propaganda política. Sei que tudo isto é descartado pela maioria das pessoas. Sei – e noto nas conversas – que há um clima generalizado de desilusão com a classe política, com a falta de propostas, com a demagogia e a hipocrisia. A indignação "boa" arrefeceu no em todos os cantos do país. Muitos só votam por obrigação. Eu sou teimoso. Entendo a desilusão e a revolta, mas não concordo.

Votar é fundamental, principalmente numa eleição municipal, pois o prefeito afeta nossas vidas de forma mais direta e próxima. Posso ser repetitivo e "chover no molhado", mas é sempre possível encontrar um candidato que esteja próximo de nossas idéias e convicções. O voto nulo ou em branco é um voto no primeiro colocado da eleição. Explico. Juridicamente, voto branco ou voto nulo são considerados inválidos e não são computados pela justiça eleitoral. Ganha a eleição quem obtiver nas urnas a maioria dos votos VÁLIDOS. Protesto em eleição com urna eletrônica deixa de ter qualquer significado e não afeta o resultado, pois os votos inválidos são descartados. Seria o equivalente a dizer que o voto não existiu.


Há ainda um outro lado importante para ser lembrado. A forma como os adultos abordam e discutem o voto reflete na conduta da nova geração. Conscientizá-los é de suma importância, pois eles são o futuro do país e futuros eleitores. Se fizermos nossa parte – vote em quem quiser -, esta nova geração tomará consciência da importância do voto e agirá de acordo com sua visão de mundo. Nossos governantes são um reflexo dos eleitores. Afinal, foram escolhidos por nós!

Então, antes de reclamar, pense e faça sua parte: vote consciente!

Em tempo: Sobre o uso da máquina de governo, aguardem o 2o. turno em São Paulo para ver o que é uso da máquina de governo. A candidata que lidera as pesquisas já começou a tremer. Vai jorrar dinheiro de Bolsa Família em São Paulo.

3 comentários:

Edna Federico disse...

Isso mesmo, vamos votar conscientes!
Eu também me recuso a anular o voto.
Beijo

Tiago Soarez disse...

Grande Renato,

Concordo com tudo o que vc escreveu.

E, falando sobre esse assunto, hoje tive a oportunidade de comentar em um outro blog sobre esse mesmo tema.

Lá, eu contei uma história que aconteceu comigo, enquanto alguns pedreiros faziam uma reforma em minha casa. Um deles me falou que votaria em um tal candidato aí simplesmente pelo fato de ele estar liderando as pesquisas e ter feito algo bom para ele. Quando eu disse q votaria em alguém q está com uma certa desvantagem, se considerarmos a pesquisa, ele me disse q eu estava errado, pois estaria entregando meu voto a quem não merece, por estar em desvantagem no ibope! Pode isso?

Votar consciente é bom! Mas quem é que faz?!

Por isso, mesmo fazendo parte de uma minoria, voto em quem sei que pode fazer algo por uma cidade mais digna para todos nós!

Abração!

Bossa Nova Café - textos, música e arte!

Patrícia H. disse...

Em Curitiba há todo um clima de "já ganhou". O que me revolta é que todas as obras que estão sendo feitas na cidade tiveram seu início programado para imprimir nos ares um tom de que ele tem de continuar...

Talvez ele realmente ganhe, mas meus ideais valem muito mais que alguns quilometros de concreto e asfalto.

Um beijo.
E um abraço!