segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Dilema conteúdo e beleza






Tudo começou como um palpite, um comentário desinteressado no Blog Pensamento Acidental sobre o fato das mulheres ultimamente preferirem homens feios ao invés dos lindos, desde que tenham conteúdo.


Nos comentários, fui parar no blog Senhorita Rosa que expõe sua opinião sobre o assunto. Passei a fazer uma pesquisa sem muito compromisso e nada de científica e descobri uma certa tendência nesta linha. Homens bonitos são um problema. Preocupam-se demais com o próprio umbigo (literalmente já que querem barriga tanquinho) e esquecem de quem está ao seu lado. As mulheres se revoltaram e partiram para o revide. Então, ciente de que vou provocar alguma polêmica e comentários discordantes, vou dar minha opinião e colocar a questão sob a ótica masculina.



Beleza ou conteúdo? Eis o dilema.

Ao ler o post, a primeira imagem que me veio à cabeça foi do Shrek. O monstrinho verde que se fica todo interessado na linda princesa. A estória todos conhecem. Poderia ter citado também Cyrano de Bergerac, personagem filmado diversas vezes e mais recentemente interpretado por Gerard Depardieu em filme de 1990. Originalmente escrita como peça de teatro, estreou em Paris em 1897. Cyrano de Bergerac é um talentoso poeta e exímio espadachim, integrante da companhia militar chamada 'Cadets de Gascogne'. Mas ele possui um nariz absurdamente comprido, que lhe dá uma aparência ridícula para acompanhar seus dotes intelectuais e físicos. Dois exemplos de homens feios que se encantam por mulheres bonitas e mulheres bonitas que descobrem a beleza em homens feios.

Parece que agora a vida imita a arte, mas tenho cá com meus botões que quando a arte ao longo do tempo trata de um tema - ainda que nos pareça irreal ou inadequado aos tempos de hoje -, este tema por ser preservardo ao longo do tempo, revela-se universal. Universal tanto no sentido de tempo, quanto no sentido de localidade territorial.

Não me surpreendo que uma mulher se encante com um homem feio. As mulheres são mais complexas psicologicamente do que os homens. Somos mais planos, previsíveis, suscetíveis. Em termos tecnológicos, a mulher é multifuncional enquanto que o homem é unifuncional. Brincadeiras à parte, é esta complexidade que exige do companheiro qualidades não encontradas em homens egocêntricos, algo facilmente identificável na maioria de homens denominados "lindos".

Talvez o homem feio, ao perceber o interesse de uma linda mulher, tenha consciência de que está sendo premiado. É a mulher que faz a escolha sempre, independentemente da beleza. Dificilmente o homem tem várias opções de escolha, e se o tiver, ficará rapidamente convencido de que é um "Deus Grego" e passará a dispensar as mulheres. O egocentrismo afastará tanto as mulheres bonitas, como as mulheres feias.

O prêmio - a que me referia acima - fará com que o homem feio use todos os esforços para manter a companhia daquela mulher ao seu lado. Ele perceberá que ela o vê por algo mais do que a simples "casca" externa, algo difícil de se ver hoje em dia. E se ela apenas estiver "usando" o homem feio para desfilar com ele - algo possível, já que os homens são iludidos habitualmente por belas mulheres -, então ele vai aproveitar o presente.

Parece que a discussão se resume no velho dito popular: quem vê cara, não vê coração! O homem feio vê o coração, vê as qualidades, ultrapassa a beleza externa para penetrar na beleza interna. Este homem sabe "ver" a mulher como ela é! E descobrir uma mulher como ela é significa encontrar o pote de ouro no final do arco-íris, significa aprender a dar valor à mulher.

7 comentários:

Lila Rose disse...

Ih, amigo. Nunca pensei nisso. Aliás, as mulheres que conheço, me incluindo no grupo, não estão à procura de um homem belo e sim de um belo homem... esses sim estão cada vez mais raros.

Mas, de fato, não acho que homem bonito seja um problema. Nem todos estão preocupados apenas com seus umbigos, tem muita gente linda por dentro e por fora andando por aí.

Bisous.

Tiago Soarez disse...

Acho que a beleza é algo muito, mas muito relativo, meu caro!

Mas concordo muito com o q vc escreveu!

Vamos em busca do pote de ouro! rs

Tenha uma ótima semana

Abraço!

Bossa Nova Café - textos, música e arte!

Edna Federico disse...

Também acho que beleza é muito relativo. Seria hipocrisia falar que ela não é importante, pois é obvio que num primeiro momento, o que chama a atenção é a beleza física.
Mas, sem dúvida que é preciso haver conteúdo...a beleza depois passa a ser complemento.
Beijo

Menina Atrevida disse...

Oii...passeando pela net parei aqui...:)
Ótima quarta... PRI :)

Fabiola disse...

Olha tem um filme que chama pequeno dicionário amoroso (de a a Z uma relação amoroza).
tem um pedaço que uma personagem traça algumas diferenças entre homem e mulher. E lá pelas tantas ela diz: Homem esta em busca da mulher perfeita, mas nós mulheres nos contentamos com um aspecto bonito, uma boca, um pé

kkkk

Tâmara disse...

Nossa....
Olha só onde eu vim parar...
Justamente nesse post!!!
kkkkkkkkk
so voce mesmo!

Well well well

Nunca fui do tipo que gostasse muito de homens ( bonequinhos de porcelana), ou aquele que tivesse uma sombrancelha que combinasse perfeitamente com o nariz e por ai vai...
Isso não me me atrai, não me dá tesão, aliás, nunca deu! ( minha mãe que nao leia isso!! rsrsr)
Eu gosto muito de homem- homem, não precisa ser bonito, lindo, um quase Brad Pitt...mas, eu gostos dos magros, tipo magrelos...daquele que eu consiga ver o desenho da costela.
( È eu sou estranha mesmo...gosto de costela e dai?...kkkk).

E não acho que homens bonitos e inteligentes dão trabalho, acho que eu do muito mais trabalho pra eles...rsrsr

Bjosssssss....

Srta. Rosa disse...

Rsrsrs, quer dizer que há, além de mim um montón de gente que prefere os feios, hã?
Não há que ser Shrek, pero os narcisistas, los dispenso.
Quanto ao teu cantinho, voltarei siempre. É muito bem vindo lá em casa também.
Aliás tem post polêmico sobre o 69. rs.

Bezzos