segunda-feira, 16 de junho de 2008

Passagem Carioca




Semana passada estive 2 dias no Rio de Janeiro. Algumas reuniões, mas sem correria. Tudo com tempo para desfrutar da cidade e da companhia. Talvez seja coisa de paulista meio deslumbrado, mas é sempre uma delícia chegar no Rio e fazer o trajeto pelo Aterro em direção à zona sul. Visual que contrasta com o cinza e o concreto paulistano.

Na quinta-feira à noite, resolvi sair para jantar. Jantar em hotel nunca é das coisas mais agradáveis e tenho um certo espírito exploratório em cidades diferentes da minha. Por ser dia dos namorados, achar um lugar tranquilo não ia ser fácil. Passava das 21:30 e perguntei na recepção do hotel se era seguro caminhar por ali naquele horário. A resposta afirmativa me surpreendeu e causou certa apreensão, pois a mídia parece nos "desinformar" e alentar um certo medo.

Caminhei por algumas ruas de Copacabana e senti não só segurança, mas um clima de tranquilidade. Muitas pessoas andavam tranquilamente pela rua, alguns velhinhos, alguns casais de namorados. Depois de algumas tentativas frustradas para conseguir um lugar para sentar, fui em direção da Barata Ribeiro, pela Santa Clara. Tinha uma excelente dica e resolvi ver se conseguia comer algo. Meu alvo era o Cafeína, um charmoso e simpático café na Barata Ribeiro, em frente à Modern Sound, um paraíso para quem gosta de música.

Jantar tranquilo, num ambiente aconchegante e diferente de São Paulo. Diria que um lugar ideal, um ponto de referência. Descobrir lugares peculiares e próprios das cidades é algo que adoro. E esta foi mais uma dica que só poderia ser dada por alguém de extremo bom gosto e que me conhece bem.


Voltei ao hotel pela Barata Ribeiro, quase 23 horas, sem medo, andando por calçadas largas e apreciando uma lua quase cheia. O Rio não é tão assustador como pintam.

4 comentários:

Edna Federico disse...

Que bom que teve dias bons no Rio, a cidade sem dúvida é maravilhosa...mas, confesso que não me arriscaria como você fez, tão tarde da noite...ainda acho que a mídia não mostra nem metade do que na verdade acontece em todos os lugares desse país.
Beijo

Margarete disse...

Acho o Rio lindo de viver. Se eu tivesse que escolher uma outra cidade para morar não teria dúvida, mas confesso que só de pensar em ir para lá a passeio me dá um frio na barriga...

Lila Rose disse...

Que bom que sua passagem por aqui foi tranquila e agradável!

Poxa, nem para me avisar... eu e Espanhol te levaríamos a lugares bacanas!!!

O convite fica em aberto!

Bisous.

Fabiola disse...

eu adoro ir ao rio
essas ruas são otimas

Vc gosta de comida arabe? ali pertinho tem um restaurante barato, bom e aconchegante
bjocas