segunda-feira, 5 de maio de 2008

Perseguindo o Acaso


Nos dois últimos livros que li por inteiro, algo chamou-me a atenção de forma bastante discreta. Não é algo que fica claro ao leitor, mas marcou-me. As obras são díspares – Órfãos do Eldorado tem sua narrativa situada na Amazônia dos anos 50 e A cada um o seu na Sicília, em 1964 -, mas há um elemento que permite que as estórias se desenvolvam. Este elemento chama-se acaso.

Tanto no primeiro, como no segundo livro, o acaso tem um papel fundamental em permitir que a estória se desenvolva, que os eventos se sucedam de forma a se encaixar e permitir o enredo. São apenas exemplos pessoais meus. Alguém poderia afirmar que se não fosse o encontro casual de Bentinho com Escobar, que saía da casa de Escobar após visitar Capitu, Bentinho jamais teria questionado a fidelidade de Capitu. Aquele encontro casual descortina toda uma série de dúvidas em Bentinho, tema central de Dom Casmurro.

A literatura e a vida apresentam-nos com o acaso constantemente. O acaso permeia toda a vida e as grandes obras literárias. É o acaso que une amigos, é o acaso que salva uma vida, é o acaso que aproxima dois seres de forma sutil e um dia seus olhares se cruzam e brilham. É o acaso que permite que bons negócios sejam fechados. É o acaso que nos surpreende de forma repentina, silenciosa. O acaso nos brinda com bons momentos, com ótimos momentos. Basta repararmos, basta estarmos atentos para estas pérolas do nosso dia. Afinal, nada acontece por acaso.

3 comentários:

Tâmara disse...

Uai...Pq vc excluiu meu comentario...
Eu ja comentei esse post.
Sera que deu algum problema na hora que eu fui comentar?

se esse coment nao for, me avise ta! ( o blogger é cheio de armadilhas...rsrsrsr)


meu, querido....esses acasos teem me revelado tanto...e tem me colocado em tantas situacoes... Que pelamordeus!!!!
rs rs r s

acho que to mesmo é pirando...sabia!?!!

Bjo grande querido....


_____****___________

Ah..ia ser muito interessante se vc respondesse ao meme...sei que tem gente que nao gosta muito de memes e selos...eu acredito muito que sejam manifestacoes de carinho e afeto... Acho legal conhecer um pouco da pessoa pela qual tenho carinho e admira;ao pelo que escreve...e com vc nao é difente...ja que tens o dom dos escritos de fino trato...


bjo

Fabiola disse...

ai o acaso......
Já me disseram que acasos não existem
Mas eu ainda acredito nele

Edna Federico disse...

Olha, já acreditei em acasos, hoje em dia não mais.
Acho que tudo nessa vida tem uma razão de ser, mesmo que no momento a gente não entenda.
Beijo.

PS: tá melhor?