segunda-feira, 25 de julho de 2011

Modelos para a escrita

Sabático: O senhor diz que um jovem escritor francês ou inglês teria encontrado inúmeros modelos nos quais se inspirar. Nascido em Trinidad, o senhor não os teve, o que lhe levou a ser um escritor intuitivo. Foi uma vantagem ou uma desvantangem?

Ambas, creio eu. É uma vantagem ter modelos maiores para inspirá-lo, no entanto de alguma forma eles o limitam. Essa é uma questão muito difícil, mas uma excelente reflexão, sobre a qual não tenho todas as respostas.


(V.S. Naipaul em entrevista concedida a Andrei Netto, no caderno Sabático do Estado de São Paulo, 23 de julho de 2011, p. S5.)

Um comentário:

Maíra da Fonseca Ramos disse...

Eu gosto de ter um 'modelo', mas talvez limite mesmo e impeça que a pessoa busque seu próprio caminho. Bem interessante...